Aplico Gelo ou Calor em minha dor?

Quando acabamos de sofrer um trauma como uma distensão, torção ou mesmo uma pancada sempre se deve aplicar gelo, porque dessa forma reduzimos o metabolismo local impedindo que os danos sejam maiores.
Quando você recebeu um diagnóstico médico de bursite, tendinite, sinovite, ou outras inflamações (que são sempre os diagnósticos terminados com ite), anestesiar a dor é sempre com gelo.
Quando o local estiver vermelho, quente ou edemaciado (inchado) é sempre caso de gelo.

Calor é usado normalmente para contraturas musculares como as que ocorrem na região de ombros e pescoço nas pessoas que ficam muitas horas seguidas diante do computador (especialmente notebooks) ou acompanhando conteúdo nos celulares.
No consultório muitas vezes uso gelo em massagens curtas, alternando com calor por um ou dois minutos no máximo em contraturas, mas nunca recomendo aplicação domiciliar de gelo aos pacientes nestes casos, pois alivia a dor no momento, mas normalmente mais tarde ela retorna mais forte ainda.

Calor também é útil após uma cirurgia ortopédica (já cicatrizada) ou imobilização por longo período como no caso de uma fratura (já com calo ósseo). Normalmente o paciente sente que o movimento parece duro, difícil, como que “agarrando”. Isso ocorre devido a fibrose cicatricial e é caso de usar calor (a menos, claro, que o local esteja vermelho, quente e edemaciado).

Por quanto tempo e com que frequência aplico o gelo ou calor?

O Gelo resfria e age nos tecidos mais profundos em aproximadamente 20 minutos, mas a partir de 40 minutos, mesmo protegido por uma toalha, existe um grande risco de causar queimadura devido ao frio. Portanto o tempo ideal de aplicação do gelo é 30 minutos. Para o calor o tempo ideal é o mesmo, de aproximadamente 30 minutos, e máximo de 40 minutos, mas muitas vezes mesmo com um tempo menor já é possível obter um bom resultado com o calor. O cuidado de envolver a bolsa, seja tradicional ou de gel, em uma ou duas toalhas, é muito importante, principalmente se a agua ferveu. Está muito quente? Envolva em mais uma toalha. Todo cuidado é pouco para não se queimar e acabar criando um novo problema.

A frequência depende de ser um problema crônico ou agudo, ou seja, antigo ou recente (ultimas 72h para o caso de traumas). Quando é recente, coloque gelo ou calor a maior quantidade de vezes por dia, mantendo um intervalo mínimo de 2 horas entre cada aplicação (prestando sempre atenção em envolver a bolsa para não queimar a pele, seja por frio ou calor). Em casos crônicos (ou antigos), ao menos 1 vez ao dia, sendo possível 2 ou até um máximo de 3 vezes ao dia.


Simone Sussekind
Fisioterapeuta CREFITO 193265-F